Translate

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Terrorismo Religioso em Colégio no Rio de Janeiro?

Queridos amigos internautas, a Paz do Senhor Jesus Cristo seja com todos!

A violência perpetrada contra adolescentes no Colégio Tasso da Silveira em Realengo no estado do Rio de Janeiro, tem trazido a lume uma discussão seríssima e temerária sobre a identidade religiosa do atirador. Seria muçulmano, evangélico ou ligado a alguma seita pseudo cristã? O fato é que sendo de qualquer segmento religioso, ele não poderia levar sobre os seus atos, pelo menos no que se refere ao respeito às religiões instituídas protegidas por nossa lei, nenhuma suspeita.
Seríssima, porque face aos direitos garantidos pelas leis brasileiras, de respeito à diversidade cultural e religiosa, muitas pessoas ficaram ofendidas com as suspeitas religiosas atribuídas ao psicopata cobrando dos seus emissores uma retratação, ou reparação. 
Temerária, porque muitas vozes perdem o senso de justiça em seus apressados comentários, quando levantam uma bandeira anti-qualquer-coisa, que não sejam as suas opiniões.
O que bem podemos dizer, é que trata de uma pessoa doente e possessa de demônios, que o faz cometer uma atrocidade sem tamanho em nosso país. Que Deus tenha misericórdia das famílias enlutadas.

2 comentários:

mamonas disse...

bom sou espirita eminha opiniao e diferente,sinto q muitos evangelicos sao preconceituosos com a minha religiao,mas o wellington esta num local pra aprender os erros da passagem terrena,e vi evoluir como espirito sim,e paz as familias a dele tbm

Otoniel M. de Oliveira disse...

Caro Mamonas,

Sua opinião é importante para mim. Sou evangélico e sei que o problema do preconceito não é só fruto do meio evangélico. Aqui neste blog, você pode ter liberdade de opinar sobre a sua crença, afinal de contas ele existe para que pessoas como você tenham liberdade de opinar sobre os fatos do nosso cotidiano sob o ponto vista da crença seja ela qual for. É claro que não concordo com você, mas falo como o filósofo Voltaire: "-Posso não concordar com nenhuma palavra do que dizes, mas defendo até a morte o direito de dizê-las."
Quando nós evangélicos ou não, entramos em confronto pela verdade, é claro que a depender do grau de instrução e da educação, podem sair ofensas e agressões. O que está em jogo é a convicção de quem está debatendo, e ninguém que já foi convencido de alguma verdade quer abrir mão disso com facilidade.

No caso do rapaz que se matou, é fato que ele está transtornado por causas espirituais. E nós cremos que existem forças do mal por trás deste desfecho trágico, que se aproveitaram da mente doentia deste jovem, manipulando suas idéias para que ele viesse a matar pessoas com tamanha violência.

A Bíblia diz que o diabo veio roubar, matar e destruir. Vocês espíritas crêem em livros paralelos à Bíblia. Nós cremos no livro sagrado que é desprezado por muitos, mas que se revela a cada dia mais atual em suas revelações. Aqui reside nossas divergências. Mas, tudo bem nem por isso você vai deixar de ser respeitado.